Relações com Investidores

PORENG

Endividamento e Ratings

Endividamento e aplicações financeiras

O endividamento bruto em 30 de junho era de R$ 30.673 milhões, aumento de R$ 3.077 milhões em relação ao observado no final do 1T20, explicado substancialmente por captações vinculadas ao Projeto Puma II e sacadas neste trimestre, e pela variação cambial sobre o endividamento em moeda estrangeira da Companhia e marcação a mercado de instrumentos derivativos de swap de taxa de juros, ambos sem efeito caixa. Da dívida total da Companhia, R$ 24.920 milhões, ou 81% (US$ 4.547 milhões) são denominadas em dólar, considerando operações de financiamento com swap de taxas de real para dólar.

No período, houve estabilidade do prazo médio total de vencimento dos financiamentos, que no final do 1T20 era de 113 meses e encerrou o 2T20 com prazo médio de 114 meses, sendo 70 meses para os financiamentos em moeda local e 123 meses para os financiamentos em moeda estrangeira. O custo médio dos financiamentos da Klabin em moeda estrangeira, principal fonte de crédito da Companhia, apresentou ligeira redução pelo processo de liability management e condições macroeconômicas. O custo médio das dívidas em dólar, que foi de 5,1% a.a. ao final do trimestre anterior, terminou o 2T20 em 4,6% a.a., acrescido da variação cambial no período. No que se refere às dívidas em reais, houve redução no custo financeiro que foi de 5,3% a.a. no 1T20 para 3,6% a.a. no trimestre atual, explicada principalmente pelo vencimento e conversão da 1ª série das debêntures de 7ª emissão em ações, que tinha custo financeiro de IPCA + 7,25%, e que a partir de agora não faz mais parte do endividamento da Companhia. Adicionalmente, as quedas nas taxas de juros e da inflação no Brasil têm contribuído para a redução do custo de dívida em reais da Klabin.

O caixa e as aplicações financeiras da Companhia encerraram o trimestre em R$ 9.868 milhões, aumento de R$ 2.653 milhões em relação ao final do 1T20. Esse crescimento é explicado majoritariamente pelo saque de parte do financiamento vinculado ao Projeto Puma II, aliado a geração de caixa do período. Essa posição de caixa é suficiente para suportar a amortização de 65 meses da dívida. Adicionalmente, a Klabin conta com uma linha de crédito rotativo (Revolving Credit Facility) de US$ 500 milhões (equivalente a R$ 2.738 milhões), com vencimento em dezembro de 2023 e custo financeiro de 0,4% a.a. Caso a linha seja sacada, o custo deste financiamento será de Libor + 1,35% a.a..

A Klabin também dispõe de financiamentos vinculados à execução do Projeto Puma II, contratados, e parcialmente sacados nos seguintes montantes: (i) BID Invest, IFC e JICA, com saldo a sacar de US$ 700 milhões; (ii) Finnvera, com saldo a sacar de US$ 178 milhões; (iii) BNDES com saldo a sacar de R$ 2 bilhões. Esses financiamentos serão sacados conforme o andamento do Projeto Puma II e/ou necessidade de caixa da Companhia.

O endividamento líquido consolidado em 30 de junho de 2020 totalizou R$ 20.805 milhões, aumento de R$ 424 milhões comparado ao verificado no final do 1T20, explicado substancialmente pelo impacto negativo da variação cambial sobre a dívida em dólar. Esse impacto, que não acarreta efeito caixa, foi parcialmente compensado pela geração de caixa no período. A despeito do aumento no endividamento líquido, a alavancagem financeira da Companhia, mensurada pela relação Dívida Líquida/EBITDA Ajustado medida em reais, reduziu de 4,7 para 4,4 vezes devido ao aumento do EBITDA ajustado em comparação aos 12 meses anteriores. A relação Dívida Líquida/EBITDA medida em dólares, que melhor reflete o perfil de alavancagem financeira da Klabin, também apresentou redução, saindo de 3,7 vezes no trimestre anterior para 3,6 vezes.

Nesse trimestre, merece destaque a aprovação pelo Conselho de Administração da Política de Endividamento Financeiro da Companhia. Esse foi mais um passo de aprimoramento da governança corporativa da Klabin, estabelecendo métricas e parâmetros a serem adotados pela administração na gestão financeira da Companhia. As política está disponível em domínio público e pode ser consultada no site de RI da Klabin, na B3 e na CVM.

Rating

AGÊNCIA RATING PERSPECTIVA ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO
Standard & Poor’s BB+ Estável Dez-19
Fitch Ratings BB+ Estável Jun-20
Última atualização em 5 de agosto de 2020.
Close