Relações com Investidores

PORENG

Investimentos

Ao longo do terceiro trimestre de 2020 a Klabin investiu R$ 1.348 milhões em suas operações e em projetos de expansão. Do montante total, R$ 88 milhões foram destinados às operações florestais e R$ 104 milhões investidos na continuidade operacional das fábricas, que representam juntos os investimentos em manutenção operacional da Companhia. Adicionalmente, R$ 15 milhões foram investidos em projetos especiais, caracterizados por projetos de alto e rápido retorno. Os valores investidos representam visão caixa e, portanto, não consideram os investimentos decorrentes das atividades florestais das controladas por meio das Sociedades de Propósito Específico (SPE’s), realizados via aporte de ativos florestais já existentes no balanço da Klabin.

No 3T20, os investimentos em silvicultura compensaram o baixo plantio realizado no trimestre anterior devido à prolongada estiagem e COVID-19. Vale ressaltar que as atividades de plantio registraram recorde em setembro de 2020 como parte dos esforços para compensar a queda registrada no 2T20. Os investimentos em continuidade operacional foram normalizados com a realização da parada geral da unidade de Monte Alegre em agosto deste ano. Como citado anteriormente, a parada foi realizada em menor escopo, priorizando ativos com ciclo de manutenção mais curto e postergando assim, para o próximo ano, a parada completa da planta.

Com relação ao projeto Puma II, até o momento foram desembolsados R$ 3,848 bilhões, dos quais R$ 1,141 bilhão refere-se ao terceiro trimestre de 2020 e R$ 2,577 bilhões ao acumulado nos nove meses do ano de 2020. Após a realização do processo de desmobilização temporária no 1T20 e posterior remobilização ao longo do 2T20 dos profissionais envolvidos nas obras, o projeto sofreu alteração na data planejada de start-up da 1ª Máquina de Papel, passando a ter uma expectativa de início das operações no mês de julho de 2021, frente a uma previsão inicial de maio do mesmo ano. Em medição realizada em 21 de outubro de 2020, a primeira máquina de papel conta com 57% das obras já executadas.

Aprovado no dia 16 de abril de 2019 e com investimento bruto previsto em R$ 9,1 bilhões (em termos reais considerando valores do início de 2019), o novo ciclo de expansão compreende a instalação de duas máquinas de papéis para embalagens com capacidade de produção anual de 920 mil toneladas, situadas na Unidade Puma, onde a Klabin já opera a produção de celulose branqueada, na forma de fibra curta, fibra longa e fluff. O financiamento do projeto foi contratado pela Klabin junto a ECA’s, BNDES, BID Invest, IFC e JICA.

Última atualização em 25 de novembro de 2020.
Close