Relações com Investidores

PORENG

Investimentos

No trimestre, a Klabin investiu R$ 2,008 bilhões em suas operações e em projetos de expansão. Do montante total, R$ 134 milhões foram destinados às operações florestais e R$ 110 milhões na continuidade operacional das fábricas. Juntos, estes valores representam os investimentos em manutenção operacional da Companhia. Adicionalmente, foram investidos R$ 296 milhões em projetos especiais e expansões, e que contemplam o desembolso da primeira parcela de R$ 280 milhões referente à aquisição dos ativos da International Paper do Brasil, além de outros projetos de alto e rápido retorno. Os valores investidos não consideram os investimentos decorrentes das atividades florestais das controladas por meio das Sociedades de Propósito Específico (SPE’s), realizados via aporte de ativos florestais já existentes no balanço da Klabin.

Com relação ao Projeto Puma II, até o momento foram desembolsados R$ 5,316 bilhões, dos quais R$ 4,045 bilhões em 2020 e R$ 1,468 bilhão no 4T20. A previsão de start-up da primeira máquina de papel está prevista para o mês de julho de 2021, que conta com  78% das obras já executadas em medição realizada em 31 de janeiro de 2021. Aprovado no dia 16 de abril de 2019 e com investimento bruto previsto em R$ 9,1 bilhões (desconsiderando efeito da inflação e variação cambial), o novo ciclo de expansão da Klabin compreende a instalação de duas máquinas de papéis para embalagens com capacidade de produção anual de 920 mil toneladas, situadas em Ortigueira-PR, dentro da Unidade Puma, onde a Klabin já opera a produção de celulose de mercado. O financiamento do projeto foi contratado pela Klabin junto a ECA’s, BNDES, BID Invest, IFC e JICA.

Última atualização em 10 de fevereiro de 2021.
Close